Projeto Cidade: O Antigo Hotel da Estação

Projeto desenvolvido como portifólio para o segundo semestre de Artes Visuais

Thiago Henrique

12/5/2022

Fundado em 1900 por imigrantes italianos, o Hotel Estrada de Ferro abrigou diversos viajantes que chegavam da recém construída linha ferroviária que ligava Paranaguá a Curitiba. Muitos desses viajantes carregando suas bagagens e visões de mundo em busca de se assentar na então crescente Curitiba do início do século XX.

O hotel passou por duas reformas, a primeira em 1917 com o objetivo de realizar a ampliação do espaço devido a sua popularidade e a segunda em 1935 para melhorias estruturais, deixando-o como conhecemos hoje. No período entre as reformas passou-se a ser chamado de Hotel Tassi.

Após o aumento do uso das rodovias, mudança do centro cívico da cidade e o encerramento das atividades da Estação Ferroviária de Curitiba nas décadas que se seguiram, a região acabou entrando em decadência, a família Tassi precisou realizar a venda do espaço que passou a se chamar Hotel Continental. Pouco tempo depois acabou sendo fechado e abandonado.

O que possuímos atualmente é apenas a fachada e a memória de uma Curitiba que não conhecemos mais.

Com base em estudos históricos da região e dos motivos para a decadência do espaço, realizamos a criação de produções artísticas com o objetivo de trabalhar com as memórias do espaço e suas mudanças no tempo relacionando o que um dia ele foi, com o que ele é agora.

As produções a seguir, separadas por momentos vividos pelo hotel, buscam trazer de forma poética a visão que temos do espaço trabalhado.

Memória

Fachada do Hotel contendo seus diferentes nomes através do tempo, Hotel Estrada de Ferro, Hotel Tassi e Hotel Continental.

BOLONHA, Thiago. Memória. 2022. Tintas naturais produzidas com casca de cebola e erva mate sobre papel.

Mudança

Colagem apartir da fachada do Hotel em sua primeira reforma em 1917 e o mapa da região em 1977.

BOLONHA, Thiago. Mudança. 2022. Colagem.

Reforma

Colagem com o objetivo de representar a reforma em andamento em algum ambiente do Hotel Tassi utilizando desenho a partir de uma fotografia retirada de revista.

BOLONHA, Thiago. Reforma. 2022. Colagem e desenho sobre o papel.

Fachada

Desenho da fachada do hotel utilizando princípios da Gestalt

MURARO, Frederico. Fachada. 2022. Desenho.

S/N

Colagem digital utilizando a técnica de Chismage, ao fundo uma fotografia da fachada do Hotel e sobre ela um conjunto de cabeças da escultura do Semeador, localizado na praça Eufrásio Correia, formando a silhueta de uma locomotiva.

MURARO, Frederico. S/N. 2022. Colagem digital.

Nostalgia

Colagem utilizando duas fotografias da fachada do Hotel tiradas em 1977, um ano após seu fechamento, cores vivas utilizadas para contrastar a vida com o abandono do espaço.

BOLONHA, Thiago. Nostalgia. 2022. Colagem.

S/N

Colagem digital utilizando uma foto antiga da praça Eufrásio Correia e uma foto atual.

MURARO, Frederico. S/N. 2022. Colagem digital.

Presente do futuro

Sobre posição de fotografias da fachada do Hotel Tassi em diferentes épocas. Produção inspirada nas produções do fotógrafo Evgen Bavcar.

BOLONHA, Thiago. Presente do futuro: o futuro presenteia com a mudança. 2022. Fotografia.

Vestígios

Intervenção digital em fotografia do interior do Hotel Tassi atualmente.

MURARO, Frederico. Vestígios. 2022. Desenho digital sobre fotografia.

Porções do agora

Colagem digital sobre uma fotografia de 1977 inserindo elementos do nosso cotidiano.

BOLONHA, Thiago. Porções do agora. 2022. Colagem digital sobre fotografia.

Oblivion

Edição de imagem para simular a técnica de Estratifica. Foi utilizada uma fotografia de 1915 da Praça Eufrásio Correia com os hotéis e a Ferroviária ao fundo com uma fotografia atual da fonte contida na praça.

BOLONHA, Thiago. Oblivion. 2022. Colagem digital sobre fotografia.

Projeto de intervenção

Colocado malas em frente a fachada do Hotel para simular a "chegada" de algum viajante e gravado a reação das pessoas ao encontra-las. A maioria não prestou atenção, era como se elas fosse invisíveis ou não despertassem curiosidade alguma.

Apresentação

Projeto apresentado no dia 08/12/2022 para aprovação no segundo semestre do Curso de Licenciatura em Artes Visuais da Faculdade de Artes do Paraná.

Realizado por: Thiago Henrique Gomes dos Santos e Frederico Muraro.